Blog

estrada

A ideia do blog existe há tempos, mas a coragem… essa vem e volta.

A escolha do nome foi o primeiro passo, e fácil, como todo ponta pé inicial deveria ser para não nos deixar desanimar. A expressão “andar por Ceca e Meca” pode soar estranha hoje, mas antigamente era habitual. Ceca é o nome da mesquita mais importante do maometismo no ocidente, e Meca é o mais importante centro da religião no Oriente. Com o tempo, a expressão foi tomando significado diferente do original – ir de um centro ao outro em peregrinação religiosa – e acabou definindo a ação de andar muito para encontrar algo que se esteja procurando (Dicionário Informal). Hoje, ir de Ceca a Meca significa viajar muito, percorrer várias terras, vários lugares, andar daqui para ali em busca de algo.

Ainda na empolgação, fui em busca de um logo. Essa foi uma etapa daquelas de desanimar até a globeleza em pleno carnaval. Até que encontrei uma imagem linda, porém, seu dono era um artista foda – Tom Veiga. Em um ímpeto de loucura com uma pitada de cara de pau, resolvi escrever um e-mail para ele pedindo um desenho para o blog, assim, na brodagem, sem pagar nada. Não é que funcionou? Eis que tenho um desenho exclusivo, feito por um artista conhecido, para chamar de meu e colocar no topo do blog. Tom Veiga é só amor! (Vou repetir o nome dele mil vezes porque prometi a ele créditos, divulgação e todo amor que houver nessa vida).

Da logo até esse post, se passaram quase um ano. O motivo? Não sei. Pode ter sido preguiça, sobrecarga do trabalho “formal”, medo de dar certo… as hipóteses são muitas, mas as ações foram poucas até este momento histórico em que estou dedicando vários dias ao blog com a certeza de que pode ser bom, pode ser maravilhoso, só não pode ser Pepsi.

Espero que gostem e possam me ajudar a dar certo!

Anúncios